Notícias locais

18 18America/Sao_Paulo junho 18America/Sao_Paulo 2021

Gestão de riscos de incidentes é importante?


Sim. O primeiro ponto a ser entendido é que para a gestão de riscos não existe receita mágica.

Hoje todas as empresas podem sofrer ataques cibernéticos e isso não envolve somente o setor de tecnologia da informação. Há um risco claro da continuidade do negócio, caso a sua empresa não realize a gestão de segurança da informação.

A empresa precisa adotar processos e controles que coloquem em prática as políticas internas e externas, capazes de proteger os ativos (dados pessoais) e mitigar os riscos de incidentes de segurança (garantia da integridade, disponibilidade e confidencialidade).

Atualmente com o trabalho remoto (teletrabalho) os riscos de segurança aumentam significativamente, podendo sofrer desde um golpe de phishing até um ataque cibernético.

O ataque cibernético é aquele que visa avariar a integridade, confidencialidade e integridade de dados, sistemas de computação e computação em nuvem.

Citamos alguns prejuízos de ataques cibernéticos:
– perda de: banco de dados, clientes, negócios, etc;
– ameaças à segurança de funcionários e terceiros;
– multas contratuais (empresa parada pode gerar descumprimento contratual);
– interrupção das operações (pode inviabilizar o negócio);
– roubo de propriedade intelectual, informações estratégicas e bases de dados;
– valor da empresa negativo;

E isso sem contar com o prejuízo reputacional.

Atualmente, com a Lei de Proteção de Dados Pessoais nº 13.709/18 (LGPD), qualquer incidente de segurança que gere danos aos titulares de dados pessoais pode encadear-se em processos judiciais e administrativos.

Portanto, rever seus procedimentos e medidas de segurança interna e externa são imprescindíveis à continuidade do negócio. E isso também contribui com o processo de conformidade com a LGPD.

 

Gabriela Tamanini Pereira
Ferreira de Oliveira Sociedade de Advogados
ps@ferreiradeoliveira.com.br

 

 

Saiba mais sobre a LGPD CLICANDO AQUI

Voltar para Notícias